Dor de dente: saiba o que pode ser

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
dor de dente e no maxilar causada por dentes tortos

Sentir dor é sempre um sinal de que algo não está certo no organismo e quem nunca sentiu aquela dor de dente que tirou a paz e que o impossibilitou de realizar as atividades diárias?!

A dor de dente pode ser considerada uma das dores mais incômodas do organismo, geralmente ela chega de mansinho, mas quando ataca faz um estrago.

Principalmente por conta das pessoas evitarem as idas ao dentista de forma preventiva, normalmente não se sabe qual a real situação da sua saúde bucal.

Mesmo com os cuidados diários, ás vezes, uma má escovação ou o descarte do uso do fio dental, pode trazer grandes consequências.

Por isso também, é recomendado que se tenha um plano odontológico, sendo ele de convênio odontológico individual ou empresarial, para garantir o atendimento quando precisar e sem grandes surpresas no orçamento.

Geralmente, os sintomas surgem com uma certa sensibilidade ao ingerir alimentos quentes ou frios, pode se agravar com ar gelado também. Mas em que casos sentimos dor no dente?

Causas da Dor de Dente

Nem sempre as dores são causadas por doenças, pode ser decorrentes de morder algo mais rígido, uso de aparelhos ortodônticos ou mesmo presença de algum alimento localizado entre os dentes que esteja os empurrando.

Mas existem algumas doenças bucais que podem ser responsáveis por um grande incômodo, vamos listá-las as principais:

Cárie

As cáries são decorrentes de alguns maus hábitos, como: comer entre as refeições alimentos ou bebidas muito açucarados e má higiene bucal, que podem causar bactérias ou acúmulo de tártaro no dentes.

A doença não apresenta sintomas no início, vai perfurando o esmalte do dente até atingir os nervos, por isso quando não tratado pode causar dores, infecção e em casos mais graves até a perda do dente.

Como tratamento podem incluir flúor, obturações, coroas e canais, mas o primeiro passo é consultar seu dentista de confiança.

Lembrando que por ser uma doença que aparece, geralmente, de forma inesperada e que exige um tratamento imediato, ter um plano de saúde odontológico pode ajudar, pois em muitos casos o plano cobre as emergências e a consulta, evitando que precise arcar com gastos – que dependendo do tratamento podem ser altos.

Hipersensibilidade Dentinária

Geralmente é notada durante a ingestão de alimentos ou bebidas quentes, frias, doces ou ácidas, por trazer incômodo do dente ao entrar em contato com essas substâncias.

Isso acontece quando a dentina, que normalmente é coberta pelo esmalte do dente e pela gengiva, fica exposta. Por ser composta por muitos poros e tubos microscópicos, quando expostas e em contato com substâncias que mudam a temperatura, causando a sensibilidade.

Ao se deparar com com essa situação é recomendado consultar seu dentista para possíveis tratamento.

Além disso, existem também algumas dicas que podem aliviar o sintomas, como uso de creme dental para dentes sensíveis e uma escovação correta e suave, utilizando cerdas macias.

Dente Impactado

Ocorrem quando há falta de espaço, o mais comum de acontecer é com os dentes do siso.

Por serem os últimos a nascer, normalmente não encontram espaço, causando dores na tentativa de “empurrar” os demais, quando conseguem ficam amontoados e em uma posição escondida.

O que dificulta a limpeza, que pode causar cáries e inflamações na gengiva, ou até mesmo atrapalhar a mordida do paciente.

Por isso, o recomendado é a cirurgia para remoção do dente. A cirurgia costuma ter um valor alto, dependendo da situação em que o dente se encontra, então possuir um plano de saúde dentário que cubra ou que possua descontos para esse procedimento pode ajudar.

Gengivite

A gengivite é considerada uma inflamação na gengiva, que causa irritação, vermelhidão, inchaço.

Quando não tratada pode resultar em periodontite.

Periodontite

Assim como no caso das cáries, geralmente ocorrem devido a má higiene bucal, podendo ser evitada com escovação correta e uso de fio dental diário.

Podem ser notadas por gengivas inchadas, vermelhas e sensíveis, podendo levar ao sangramento das gengivas e ao mau hálito.

É considerado um estágio avançado da gengivite, podendo levar a perda do dente além de ser um fator de risco para pacientes que possuam doenças cardíacas e pulmonares.

Por isso é exigido um tratamento rápido, contendo limpezas dentárias, enxaguantes bucais e medicamentos como antibióticos e anti-inflamatórios.

Ao se deparar com qualquer um dos sintomas ou das doenças citadas, é preciso consultar um profissional odontológico o mais rápido possível.

Uma forma de aliviar a dor de forma imediata, enquanto está aguardando sua consulta pode ser fazer um bochecho com água morna e sal. Isso porque geralmente a dor é causada por uma infecção e o sal age para eliminá-la, enquanto a água morna acalma o tecido inflamado.

Mas, claro, isso não é um tratamento e sim uma forma de aliviar a dor até o início do tratamento correto.

Dor de Dente: Prevenir é Melhor que Remediar

Contudo, todas as doenças citadas podem ser evitadas com o hábito de uma boa higiene bucal e visitas regulares do seu dentista.

Então, mesmo sem apresentar dores ou sintomas, passe a visitar seu dentista ao menos uma vez ao ano para exames de rotina e uma limpeza, assim além de garantir um sorriso mais bonito, garante sua saúde bucal.

Conteúdo produzido por Giulia Vaz, redatora na empresa Ideal Odonto

VEJA TAMBÉM