Saiba quais exames são necessários para fazer seu kit ortodôntico personalizado

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
kit ortodôntico. sala de escaneamento 3D

O sorriso perfeito é o objetivo, mas alcançá-lo exige certos passos que não podem ser ignorados. Para que seja confeccionado o kit ortodôntico são necessárias quatro etapas iniciais e essenciais para a garantia do melhor resultado:

  1. Diagnóstico: é nessa fase que os exames necessários para a produção do kit ortodôntico são realizados. Após o primeiro contato com o ortodontista, análise inicial dos dentes e bate-papo sobre os objetivos esperados, são solicitados exames como raios-x e escaneamento 3D, além de imagens para o profissional acompanhar o andamento do tratamento. O processo dura, em média, 30 minutos;
  2. Escaneamento 3D: O escaneamento é uma etapa muito importante. O exame capta milhares de fotos em alta qualidade por segundo e resulta na imagem da arcada dentária em 3D – detalhe moderno que faz toda a diferença para a percepção do profissional e tomada de decisões sobre o tratamento. Tudo isso graças a um software de simulação;
  3. Planejamento: a partir dos exames e escaneamento, o ortodontista realiza o plano de tratamento que prevê os movimentos necessários para que os dentes sejam alinhados e corrigidos.
  4. Confecção kit ortodôntico: Por último, após aprovação do paciente, o planejamento é enviado para produção 3D, ou seja, confecção da sequência de alinhadores personalizados do tratamento, com trocas em casa a cada 2 semanas e consultas de manutenção no consultório uma vez a cada 2 meses.

Os exames de raio-x incluem o panorâmico da boca, para uma visão geral sobre a saúde dos dentes. Assim, o ortodontista avalia possíveis complicações como cáries ou lesões que afetem a raiz dentária e a necessidade de um tratamento paralelo, focado em solucionar os problemas.

Além disso, o raio-x da cabeça ou face pode ser solicitado a fim de checar o tamanho e posição da mandíbula e maxila – área responsável por cavidades como o maxilar e parte lateral do nariz. Esse pedido se justifica pois é preciso que ambos estejam crescendo e direcionados de forma harmônica para que os alinhadores invisíveis ajam no movimento e correções propostos.

Tudo isso faz parte da chamada Documentação Ortodôntica e tem a finalidade de trazer ao profissional o máximo de informações sobre a saúde bucal e estrutura dos dentes do paciente.

Ufa! Exames prontos, entregues e averiguados. Tudo ok e aprovado! Agora é hora de iniciar o tratamento com os alinhadores invisíveis, seguindo todas as recomendações de uso, e contar cada segundo para o resultado tão esperado.

O Que Tem no Meu Kit Ortodôntico de Aparelho Invisível?

Em poucos dias, os alinhadores ficam prontos e a nova vida rumo a dentes perfeitos começa! Com muito conforto e praticidade, as 22 horas de uso diário das placas alinhadoras logo fazem parte da rotina e as mudanças começam a ser notadas.

Para começar, o paciente recebe, em uma ecobag exclusiva, a caixa que contém:

  • 1 escova de bambu, perfeita para a limpeza e higienização das placas alinhadoras; 
  • 1 case para guardar o aparelho e não perdê-los; 
  • 1 mordedor de borracha, indicado para encaixar os alinhadores; 
  • 1 removedor de alinhador que irá ajudar a desprendê-lo da boca;
  • As 3 primeiras dupla de alinhadores – parte superior e inferior;  
  • 1 manual de instruções com o passo a passo do uso e possíveis dúvidas;

Vale lembrar que todas as trocas para prosseguimento do tratamento, realizadas a cada 14 dias, também já estão inclusas no valor do kit ortodôntico, além da placa de contenção e você também pode optar pelo kit clareador incluso, por um acréscimo no valor, assim você terá dentes alinhados e branquinhos após a conclusão do ciclo de trocas de alinhadores.

Gostou da praticidade do tratamento com aparelho invisível? que tal agora agendar sua consulta de avaliação? Esperamos por você.

VEJA TAMBÉM