Tenho interesse

Apesar de o uso de impressora 3D já ser uma realidade, algumas pessoas ainda não têm dimensão do que é possível fazer com essa nova tecnologia. Inicialmente utilizada para a produção de protótipos, hoje, as máquinas são capazes de aparelho invisível a órgãos humanos.

Confira a seguir uma lista de objetos que podem ser criados com a impressora 3D:

Aparelho Invisível

Foi-se o tempo em que o tratamento ortodôntico precisava ter início em um processo demorado e desconfortável. Com a tecnologia 3D, aqui na Smilink criamos o molde da arcada dentária sem utilizar os habituais moldes de gesso. Além das facilidades na produção, os alinhadores em 3D também possuem um custo inferior ao tradicional.

Chocolates

Sim, as impressoras 3D também imprimem comida de verdade. Algumas delas são capazes de criar sorvetes e frutas, graças à tecnologia de gastronomia molecular. No entanto, o grande destaque fica para a loja La miam Factory, na Bélgica. A empresa conta com três impressoras especializadas em chocolate, desenvolvidas na Universidade de Liege, que podem imprimir doces com a forma que o cliente quiser.

Obras de Arte

Alguns artistas têm apostado na tecnologia 3D como forma de expansão do mercado da arte. É o caso do brasileiro Hermes Santos, que produz esculturas em diversos formatos. Passando pelos processos de pesquisa, desenhos de projetos, inserção em computadores, impressão em 3D e acabamento final.

Carros

Por mais futurístico que isso possa parecer, o primeiro carro utilizando a tecnologia 3D foi apresentado há seis anos, na mostra internacional Manufacturing Technology Show. Desenvolvido pela Local Motors, o Strati, como foi chamado, foi testado por jornalistas presentes no evento, em Chicago (EUA).

Roupas

A tecnologia 3D também invadiu o mundo da moda. A estilista israelense Danit Peleg foi pioneira na venda em escala mundial de peças impressas no maquinário. Vale lembrar também que, na Copa do Mundo de 2014, a Nike fabricou bolsas impressas tridimensionalmente exclusivamente para os atletas da competição.

Casas

Uma empresa sediada em São Francisco ergueu uma casa inteira, de 38 m², em 24 horas com a tecnologia 3D. A façanha foi feita com a ajuda de uma máquina parecida com um guindaste e uma impressora tamanho família. Se isso tudo não fosse o suficiente, o preço também é surreal: o “lar doce lar” custa um pouco mais de US$ 10 mil, e, graças à mistura de concreto utilizada no projeto, tem uma expectativa de vida de cerca de 175 anos.

Órgãos

Cientistas da Universidade de Toronto, no Canadá, anunciaram a criação de uma impressora portátil capaz de produzir epiderme. Essa tecnologia permite aplicar camadas de tecido diretamente em pacientes, visando cobrir ou curar ferimentos. A criação surge como uma alternativa aos enxertos convencionais, já que não exigem que a pele saudável seja retirada de um doador. O tecido é feito com biotinta, uma tinta feita de células humanas. Apesar dos resultados positivos, uma série de estudos ainda precisa ser feita até que a tecnologia possa ser usada em humanos.